quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Reta final!! :D

Mais uma semana, sete dias carregados de acontecimentos marcantes. Uns bons, outros maus, uns esperados,outros nem por isso... De todos eles, destaco os positivos, nomeadamente a visita dos meus amigos, que vieram de Lisboa, onde vivem e trabalham, apesar de serem uns transmontanos e minhotos de gema! Tanto a Ana, como o Kiko, como a Bia, são meus amigos há muitos anos e são aquele tipo de amigos que estão sempre longe e ao mesmo tempo sempre perto. Toda a gente tem um ou outro amigo assim. Eu gosto de pensar que sou especial no toca a matéria de amigos desta categoria, porque não tenho um ou dois, tenho uma mão cheia deles!

Primeiro a Bia, pequenina em altura, grande de coração, que veio alegrar a minha tarde de estudo com uns docinhos e um chá, algumas horas de conversa e um abracinho forte, cheio de boas energias!



Depois a minha Ana Maria (aka Sardinha) que aproveitou a escapadela do seu Manel  para vir passar um fim-de-semana a Felgueiras. O fim-de-semana afigurou-se curto, mas foi suficiente para dar uns belos passeios, aproveitar o sol e ainda nos proporcionou umas aventuras que envolvem cães da raça Yorkshire perdidos - ou abandonados (mas nem quero pensar nisso) - em plena auto-estrada!



A Ana é aquela amiga, meia maluca, que se conhece na universidade e que marca a vida de quem se cruza com ela, pela sua genuinidade, espontaneidade e, claro, por ser mais que uma amiga, uma irmã!


Esta semana tive de ir três vezes ao IPO. Na segunda tinha análises e consulta, terça tinha de ir fazer a PET e na quarta a quimio. 
Como devem imaginar a minha vontade de lá ir três vezes era mínima e, apesar de ter dormido em casa da Pi no domingo (e por isso já estava no Porto), consegui chegar atrasada às análises. Sair da cama de manhã é uma odisseia!! O que vale é que nas recepções dos serviços por onde passo ninguém se chateia comigo por não chegar a horas, assim até espero menos pela consulta :)

A Pi, sempre presente, acompanhou-me desta vez na consulta e teve o prazer de conhecer a querida Dra Ilídia. De olhar ternurento, gaba-me sempre o turbante que faço com os meus lenços e deu uma gargalhada contagiante, tal como esperava, quando a Pi lhe mostrou a nossa fotografia com as perucas de carnaval!
As análises estavam mais ou menos boas, mas nada de preocupante. Não me impediu de fazer o tratamento e aumentou-me as injeções que estimulam o corpo a restabelecer os níveis sanguíneos no período de descanso entre quimios. Marcou-me, como sempre, um raio x. Ou melhor, tentou marcar! O sistema não funcionava nem por nada e acabei por não conseguir fazer o raio x nesse dia. 
À hora de almoço estávamos despachadas e fomos almoçar as duas, como já não fazíamos há muito tempo, mas desta vez com vista privilegiada para o Douro!



 No dia seguinte, terça-feira, tinha a PET marcada para as 13:30. Ainda tentei fazer o raio x que a Dra Ilídia tinha pedido mas continuava sem estar marcado. Telefone para aqui, telefone para ali, nada feito. E com isto já estava atrasada para a PET. 

A PET é um exame que demora bastante tempo pela preparação que requer. É-nos injetada uma solução radioativa e temos de esperar que esta percorra todo o corpo. Depois vamos à máquina de TAC e é rápido mas até lá são umas três horas que ficamos à seca. Ainda por cima temos de ficar quietinhos e sempre na mesma posição para que haja uma distribuição uniforme da solução. Nada de ler, levar o telemóvel ou tablet. Ou dormimos ou ficamos a pensar na morte da bezerra! 
A enfermeira vem com uma barra de metal que me faz lembrar um supositório em tamanho gigante! Desmonta-o e sai de lá uma agulha com a substância radioativa. "Sabe que não pode estar com grávidas e crianças no dia de hoje não sabe? E quando for à casa de banho tem de puxar o autoclismo duas vezes?" Sim, já sei isso tudo! Depois de uma hora à espera para ser chamada, fiz o exame e saí às 18:15h. Sem comer. Valeu-me a minha mãe que pensa em tudo. Às 7 da manhã de terça-feira acordou-me e levou-me o pequeno almoço à cama, assim perfazia as 6 horas de jejum e sempre ia com o estômago mais confortável! 

Quando saí tinha o Kiko à minha espera. E agora preciso de contar o porquê de ser amiga do Kiko. Não somos da mesma terra, não tiramos o mesmo curso e nem sequer estudamos no mesmo sítio. Ele é de Vila Real e vive em Lisboa. Mas é, desde sempre, o melhor amigo de uma grande amiga minha e, por caminhos tortuosos, tornam-nos amigos também. Conhecemos-nos no dia em que o namorado dessa nossa amiga morreu, de cancro. O cancro uniu-nos nesse dia e insiste em não nos largar. O Kiko está a recuperar neste momento de um cancro, eu estou a tratar e hei-de recuperar dele também. O Frederico (já estou farta de escrever Kiko) é enfermeiro no IPO de Lisboa, trabalha com cancro todos os dias e disse-me, ainda ontem, que não se vê a trabalhar noutro lado, porque precisa do doente oncológico, são eles que o fazem sentir realizado e feliz no trabalho, apesar de ganhar uma ninharia ridícula, como tantos enfermeiros ganham por este país fora. Assim, e como podem constatar, o Kiko é um ser especial, de uma candura e sensibilidade que poucos homens têm.





Sempre que ia a Lisboa nunca conseguia ver o Kiko, pois ele além de enfermeiro dedicado é professor e está a tirar a especialidade. Tem por isso uma agenda ocupadíssima! Não nos víamos há quase 2 anos. Não nos reencontramos nas melhores circunstâncias, mas assim que o encontrei parecia que tínhamos estado juntos no dia anterior numa qualquer esplanada a dar duas de treta. Continua tudo igual o que me leva a crer que esta amizade será para sempre.

Fomos jantar, levou-me à quimio no dia seguinte, foi meu motorista e indiquei-lhe o caminho para o estabelecimento de Felgueiras onde se comem umas panquecas com mel de fazer crescer água na boca. Tratamo-nos bem, portanto!
Hoje foi embora, e sinto a falta dele. Fez-me lembrar de quando era mais nova e a Valéria, minha amiga e futura mamã, passava uma semana e tal em minha casa no Verão. Eram 24 sobre 24 horas juntas e sempre que se ia embora sentia muito a falta da minha companheira! Com o Kiko ficou a pairar o mesmo sentimento e por isso fica a promessa de que quando for a Lisboa ter com o Pedro vamos todos comer uma grande sushizada... Sim kiko, não penses que me esqueci! ;)

Para terminar e acabar bem o dia, recebi um raminho de umas flores vermelhas cujo nome não consigo reproduzir... A tia Irene, mesmo que queira comentar aqui no blog não vai conseguir fazê-lo (há determinadas pessoas que não conseguem mesmo) e por isso vou-me manter na ignorância! 


(Pedro, estou pronta para casar!! :p )

Mas não podia deixar de partilhar aqui estes miminhos que, de vez em quando recebo, e me deixam muito feliz.

Faz-me sentir que gostam de mim, que se preocupam comigo e que me têm no pensamento. Sei que estou no pensamento de muitas, muitas pessoas, todos os dias. As mensagens continuam a chegar e sinto-me cheia de energia (apesar de ter feito quimio ontem), transmitida por todos os me acompanham, de longe ou de perto, por saber que já só falta um ciclo, pelo fim-de-semana que se aproxima (e que com ele traz o meu amor) e por saber que esta fase, apesar de má, vai ser passageira. Só é preciso um bocadinho de paciência e "botar" um sorriso na cara, como diz a música!

E é com o meu sorriso que vos deixo. Um sorriso e uma carequinha orgulhosa!
Beijinhosss






20 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Bem, não sei que se passou com o meu comentário inicial mas pronto, eu repito. :P

    Antes de mais dizer-te que já sentia saudades de ler um post teu e é com um enorme agrado que vejo que estás a caminhar a passos largos para a recuperação. Espero portanto o post "final", aquele em que vais relatar a chegada à meta e o fim desta luta.

    Parabéns pelo exemplo de força que és e pela forma como, inconscientemente, tornas todos os meus problemas tão pequeninos. É que eu sou uma máquina de catastrofizar e ver a tua força e a forma prática como encaras os problemas é uma maneira eficaz deu esquecer as minhas paneleirices.

    Beijinho e continua com essa força. ah, e não te ausentes muito tempo que aqui os leitores assíduos sentem a tua falta.

    zeMolecula :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já agradeci no facebook, agradeço por aqui também.
      Como disse uma vez, os posts vão parar a Marte, aliás, és um felizardo por conseguires comentar!
      Obrigada, do coração! :)

      Eliminar
  3. Que bom Guida, continuas a "botar" o teu sorriso, afinal rir é o melhor remédio!Por falar nisso,
    qualquer dia temos que combinar o lanche das boas energias.
    Força, sempre muita força.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Susaninha, esse lanche não está esquecido. Agora tenho que me aplicar nos estudos, mas assim que der combinamos! Entretanto um dia destes passo na loja para dar um beijinho! :)

      Eliminar
  4. Força Guidinha, com certeza que já falta pouco !!
    Nunca sais do pensamento de quem te quer muito bem !

    Um beijinho muito grande <3
    a Sofia da sincro :)

    ResponderEliminar
  5. Olá Margarida, felizmente estamos juntas quase todos os dias. Estar aqui a partilhar o teu blog também é quentinho, gosto muito, tu aqui expressas-te sempre de outra maneira, sinto que dizes sempre mais qualquer coisa, talvez por no teu íntimo pensares que vais sempre ajudar alguém ao partilhar a tua luta diária. Podes ter a certeza, nem sempre todos os que te lêem comentam, mas aprendem contigo a cada leitura.
    Continua pertinho de nós.
    Bjs Verinha e Zé Mário.

    ResponderEliminar
  6. És linda, Margarida Fraguinha!!! gosto muito muito de ti, e do bicho que dá para perceber na tua foto, aquele branco... :p

    ResponderEliminar
  7. Acho que essas flores lindas são ranunculus.
    Mas linda, linda és tu, que partilhas tudo isto e nos pões a todos a torcer para que ultrapasses todos os obstáculos e rapidamente nos contes dos festejos da vitória.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  8. Margarida muitos Parabéns pela tua força extraordinária!!! Aguardo a reta final com muita ansiedade e positivismo!!! Esta tua fase menos boa, tornar-te-à uma mulher ainda mais forte e completa! És um exemplo! Todas as semanas passo por cá para ver as noticias e deliciar me com textos tão emotivos e bem escritos! Beijinhos**

    ResponderEliminar
  9. Obrigada Diana!
    Agora estou a dedicar-me ao estudo por isso não consigo escrever muito... Mas obrigada!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  10. O teu blog deixou de me notificar quando pões um post novo!! Dava mt jeito, além de que ficava logo muito contente por ter notícias tuas :) tens uma carequinha linda, como tu! beijinho

    ResponderEliminar
  11. És linda, por dentro e por fora!
    Continua a "botar" esse sorriso contagiante.
    És sem a menor dúvida uma fonte de inspiração para quem atravessa a mesma luta, mas até mesmo para quem não a atravessa, pois sejamos realistas, ninguém pensa que nos possa acontecer, mas ninguém está livre!
    E a forma humorística com que encaras e vives a visita deste intruso indesejado, é indescritível!
    Deixo te um beijinho e....
    Ai como ela é bela, bela demais...

    ResponderEliminar